O que é otorrinolaringologia?

A otorrinolaringologia é a especialidade médica responsável pelos cuidados dedicados ao nariz, ouvidos, seios da face e garganta de um indivíduo.

Como as três áreas são relativamente próximas uma das outras e interligadas por dutos e canais, é possível que certas condições médicas afetem uma ou mais cavidades e é de responsabilidade do médico com esse tipo de especialização realizar avaliações, diagnósticos e tratamentos para devolver ou aprimorar a qualidade de vida de um paciente.

Os tratamentos indicados por um médico da otorrinolaringologia podem ser realizados à base de medicamentos, por meio de fonoaudiologia ou até de cirurgias diversas, como a que é feita para remover as amígdalas e as rinoplastias que tratam dos desvios do septo, no nariz, que dificultam a respiração. Os tratamentos cirúrgicos podem ser realizados em centros de otorrinolaringologia.

O otorrinolaringologista é muito procurado, em consultório, para cuidar de inflamações como sinusites, rinites, otites e faringites. Embora pareçam doenças simples, são situações que necessitam de cuidado e prescrição de especialistas para que não se agravem e se tornem crônicas. Também estão no escopo de atuação do especialista o tratamento de amigdalites, paralisias faciais, desvio de septo e apneia obstrutiva do sono.

Entre os pontos de destaque da atuação do otorrinolaringologista está um dos sentidos mais importantes, o equilíbrio. E, associado a ele uma doença que requer atenção – a labirintite. Além disso, exames periódicos se fazem de extrema importância para identificação precoce de doenças, assim como degenerações por idade, como perda de olfato, paladar e audição, por exemplo.

São os médicos dessa especialidade médica que auxiliam também na implantação de implantes cocleares, que auxiliam na recuperação da audição ou de parte da capacidade auditiva.

Quando consultar um médico otorrinolaringologista?

O otorrinolaringologia aqui da Casa da Esperança deve ser consultado quando apresentar sintomas como dores de cabeça, dor na face, dor de ouvido, dor de garganta, coriza intensa, febre, amígdalas aumentadas, rouquidão, dor ou incômodo para engolir, tontura, zumbidos no ouvido, roncos altos e a otorréia, que é quando há uma secreção saindo do ouvido.

Não possui convênio? Confira nossa tabela especial para você! Entre em contato através do whatsapp.

Política de Privacidade e Termos de Uso

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando neste site, você concorda e declara estar ciente dos termos: Política de Privacidade — Termos de Uso.