O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Edição Especial: 60 Anos CASA DA ESPERANÇA: ONTEM E HOJE


    Quando foi fundada, em 1954, a Casa da Esperança de Santo André tinha como o ojetivo ajudar exclusivamente a recuperar as crianças vitimadas pela poliomielite (paralisia infantil).

    Os anos se passaram, a instituição se expandiu, ampliou seus serviços e hoje atende a todos que a procuram, crianças e adultos, portadores ou não de deficiências neurológicas.

    Reconhecida como entidade beneficente e de utilidade pública em âmbito federal e municipal, a Casa da Esperança atua em várias áreas da medicina, oferecendo um leque variado de exames e tratamentos.

    Para tanto, dispõe de equipamentos de última geração aliados a um corpo clínico, formado por profissionais com ótima formação acadêmica. Isso tudo acrescido da constante preocupação em buscar o que há de mais moderno em tecnologia, seja para prevenção, diagnóstico ou tratamento de doenças e, ainda, sem jamais esquecer do propósito inicial de seus fundadores: o de ajudar os pacientes desprovidos de recursos; devolvendo a esperança a todos que procuram a entidade .

    Uma história de luta


    Fundada em 30 de julho de 1954 pelo Rotary Club de Santo André, a Casa da Esperança iniciou suas atividades em uma enfermaria do Hospital Municipal de Santo André (cedida pelo prefeito Fioravante Zampol), com o objetivo de tratar e recuperar crianças com poliomielite. Grave e incurável, a doença, também conhecida como paralisia infantil, a partir de 1950, passou a castigar crianças do mundo inteiro, levando-as à paralisia dos membros e até à morte. A formalização da entidade se deu no final do mesmo ano, com a formação da primeira diretoria, presidida por Guilhermina do Amaral Stahel.
 
 

    Sede própria



    Com o crescimento constante do número deatendimentos, a enfermaria do hospital ficou pequena em pouco tempo. Foi quando os rotarianos passaram a sonhar com uma sede própria, sonho que começou a tornar-se realidade no final de 1963, quando a Prefeitura de Santo André cedeu, em comodato por 40 anos, um terreno na Av. Alberto Benedetti, na Vila Assunção.

    A iniciativa para a construção do prédio deflagrou uma grande mobilização por parte dos sócios para arrecadar fundos, que praticamente envolveu toda a cidade, população, empresas e clubes de serviços. A pedra fundamental foi lançada em 15 de dezembro de 1965 e a nova sede, inaugurada em 23 de fevereiro de 1967.

    O local marcou o início de uma nova etapa, com a modernização No atendimento, aquisição de novos equipamentos e contratação de maior número de profissionais. Atendimentos em diversas áreas passaram a ser oferecidos, como Psicologia, Cardiologia e Neurologia.

    Em 1969, com o início dos contatos com o Instituto Nacional da Previdência Social para conveniar a Casa da Esperança e com a assinatura de convênios com empresas e instituições da região, a instituição ganhou impulso econômico, garantindo as despesas de quem não podia pagar e liberando os rota ria nos da obrigação das mensalidades.

Quem Somos

Somos uma Entidade beneficente, instituída pelo Rotary Club de Santo André, e apoiada pelos demais Rotary Clubes da Cidade, reconhecida de utilidade pública em âmbito Federal, Estadual e Municipal.

Nossa Missão é prestar serviços de diagnóstico e tratamento, a pacientes com deficiências neurológicas, com especial atenção para as pessoas desprovidas de recursos.

Saiba mais

Histórico



A Casa da Esperança de Santo André foi fundada pelo Rotary Club em 30 de Julho de 1954. Sua história tem sido um marco importante dentro do contexto social da nossa Cidade.

Saiba mais